Os trajectos da Guiné-Bissau

Da Guiné-Bissau, até Portugal

Nos últimos dias, enquanto investigávamos as negociatas de jogadores do clube da Luz, cruzamo-nos com dois nomes interessantes, com um percurso ainda mais interessante.

João Mário Nunes Fernandes

Mais conhecido como “João Mário”. Jogador contratado pelo Benfica ao Étoile Lusitana do Senegal, pela módica quantia de 250.000 Euros, como podem ver na transferencia abaixo.



Vendo bem os valores habituais para jogadores Guineenses, 250 mil euros é um valor muito alto, portanto esperava-se que fosse um jogador com grande futuro.

Indo ao TransferMkt, vemos que nunca fez grande carreira. Assinou contrato com o Benfica, quando ainda tinha 19 anos e foi colocado nos Sub19, tendo posteriormente subido à equipa B.

No ano seguinte é transferido para o Atlético Clube de Portugal, que não é nada mais, nada menos o clube que nasce da fusão do Carcavelinhos com o União, saíndo daí para o Chaves e estando actualmente no Académico de Viseu, clube também conhecido por estar alinhado com o Benfica de Luis Filipe Vieira.

Além desta ponte de contacto, devemos revisitar o nosso artigo sobre o César Boaventura. Isto mostrar-nos-á, mais uma ponte entre crimes, César Boaventura e o Benfica, neste caso ao Processo Jogo Duplo, através da GIC, Abel Silva e Eric Mao.

Luciano Mendes Teixeira

Luciano Teixeira, foi adquirido pelo mesmo valor e na mesma altura que o João Mário, com a diferença na saída, tendo tido passagens pelo Metz, Chaves e um clube Belga de nome RFC Seraing. Reformou-se em 2016, com somente 25 anos, segundo o TransferMkt.

Um pequeno reparo sobre o percurso profissional destes dois jogadores. Ambos entraram pelo Benfica, passaram pelo Chaves e actualmente um, está no Académico de Viseu. Há um ponto comum que também pode ser tido em conta aqui. O nome, José Luis Gonçalves Moça, conhecido Benfiquista.

Sobre o José Luis Moça, iremos falar num outro artigo, pois há muito a dizer sobre esta personagem.

Na mesma altura, também se transfere da Guiné-Bissau para o Benfica B, o treinador Luis Norton de Matos.
Este treinador também tem um percurso curioso, tendo passado por alguns clubes que os jogadores acima mencionados, passaram. Podem ver no Transfermkt.
Este treinador, após sair do Benfica B, foi também para o Chaves, tendo acabado na sub19 da India.

Na série de emails para contratar o treinador, há umas discussões, pois este queria acumular funções, enquanto também treinava o Benfica.

Ambos negócios foram realizados pela empresa Robi Plus, gerida por Maurizio Delmenico, conhecido associado de Luciano D’Onofrio, agente suspenso de funções e condenado à prisão.
Esta empresa também tratou da venda de Axel Witsel para o Zenith.

Nenhum dos pontos aqui falados, deve ser ignorado, pois, quase todos possuem ligações a muitos temas actuais no desporto Nacional.

Começando pela Rota dos Jogadores, até chegarem a Portugal.

Rota: Guiné-Bissau -> Senegal -> Portugal

Nascidos na Guiné-Bissau, país já muitas vezes mencionado nos emails e também nas notícias, pois como sabemos, Luis Filipe Vieira e o Benfica, abriram escolas de futebol neste país.
Link Notícia “OJogo”
Link Notícia “Sapo”

Mas há outras ligações, que apareceram nos emails. Um tal de Armando Nhaga. Conhecido pelas “bruxarias”, mas desenganem-se, porque as deste não são ligações ao oculto, mas sim ao lado obscuro da Lei.

Como podem ver aqui, num documento público do Ministério da Defesa Espanhol, da secção de estudos estratégicos, dizem que durante a vigência de Armando Nhaga, enquanto chefe máximo da Polícia, que houve um controlo ineficaz e muitas vezes cúmplice com as rotas do tráfico de droga. Fala inclusivé que a certa altura foram apreendidos 400kg de cocaína(que como muitos sabem, é a mais consumida em Portugal), mas que desapareceram antes da sua destruição.

Inadequate resources and professionalism hampered efforts to seize drug shipments and
investigate drug trafficking. Law enforcement and judicial officers are involved in drug
trafficking, as are elements of the military. The lack of effective civilian control over the
military and limited resources makes it difficult to estimate the quantity of drugs that pass
through Guinea-Bissau. The borders are porous and poorly controlled. The port of Bissau has
no meaningful security and containers routinely leave the country without inspection.
In February 2012, the Judicial Police seized and stored almost 400 kilograms of cocaine as
evidence. This evidence went missing before it was destroyed.

Este documento não foi só citado em Espanha. Foi também aprovado pelo Comité Europeu e até por estudos do Governo Norte Americano.

Armando Nhaga acaba por ser substituído em 2015, quando cai juntamente com o General Antonio Indjai, depois de varios anos a roubar o país e também devido ao aumento exponêncial de tráfico de droga, algo que lhe valeu passar a pertencer à lista negra dos EUA, sendo marcado como “Barão de Droga”.

No Senegal, pouco encontramos a não ser o facto de ser um trajecto comum para correios de droga e imigrantes ilegais.

O que nos traz até Portugal e aqui, já temos muito mais do que falar, que ligam o Benfica e a sua administração à Guiné-Bissau.

Desde as “bruxarias” do Nhaga (Droga, Trafico de influências, branqueamento de capitais, desvio de dinheiros públicos e suspeitas de tráfico humano e armas), o que torna isto num completo e total interesse público para a comunidade internacional em geral, mas também para a Portuguesa em Particular, pois cola a direcção do Benfica, mais uma vez, a pessoas de calibre duvidoso.


Ainda em Portugal, há outros pontos de contacto entre o Benfica e a Guiné-Bissau, mas esses ainda carecem de mais investigação, portanto fica a promessa que voltaremos a este assunto.

O que podemos concluir disto, é que além das suspeitas que recaem sobre o presidente do Benfica sobre os mais diversos crimes, dos quais ele “nunca sube”, este é somente mais uma série de negociatas duvidosas que carecem de explicação e de investigação pelas autoridades.

Mais uma vez, vamos aguardar que haja investigação e acção pelas forças da autoridade.

Leave a Reply